DIGITE SEU EMAIL E RECEBA NOTÍCIAS
     
 
Aimorés, MG - Brasil | 27/05/2017 - Bom dia!  
   

Busca:

MEIO AMBIENTE
Fundação Príncipe Albert II de Mônaco apoia Instituto Terra na recuperação de nascentes do
Autor: Comunicação - 04/03/2017

 

Com a parceria, Programa Olhos D'Agua vai proteger mais 85 nascentes na área da bacia, em Baixo Guandu (ES) e em Aimorés (MG)


Um total de 85 nascentes de rios afluentes do Rio Doce começam a ser recuperadas e protegidas a partir deste mês de fevereiro. As ações fazem parte do Programa Olhos D'Água do Instituto Terra, que com o apoio da Fundação Príncipe Albert II de Mônaco vão beneficiar diretamente 32 produtores rurais localizados nas micro-bacias dos rios Guandu e Mutum, no município de Baixo Guandu-ES, e do rio Capim, em Aimorés-MG.

Além das ações de cercamento e do plantio de mudas com espécies nativas de Mata Atlântica (quando houver necessidade), o programa prevê a instalação de uma fossa séptica biodigestora - de tecnologia da Embrapa - em cada unidade rural atendida, com o objetivo de evitar a contaminação do solo e do lençol freático pelo esgoto doméstico não tratado.

Também faz parte do programa a realização de um estudo para medir os ganhos obtidos em termos de qualidade e quantidade de água nas nascentes recuperadas. Todas essas ações devem ser concluídas até janeiro de 2018.

Esta é a segunda vez que a Fundação Príncipe Albert II de Mônaco destina recursos para o Programa Olhos D'Água do Instituto Terra. Na primeira vez foram contempladas 50 nascentes localizadas no município de Aimorés-MG (na micro-bacia do Rio Capim, afluente do Rio Doce), que desde 2014 estão protegidas e garantindo oferta de água para abastecimento das propriedades rurais atendidas, mesmo em períodos de seca.

 

 
 


Todos os direitos reservados
www.institutoterra.org