DIGITE SEU EMAIL E RECEBA NOTÍCIAS
     
 
Aimorés, MG - Brasil | 21/08/2017 - Bom dia!  
   

Busca:

MEIO AMBIENTE
Em parceria com o Instituto Terra, Reflorestar inicia ações para proteger 500 nascentes
Autor: Comunicação - 20/07/2017

 

Em parceria com o Instituto Terra, Reflorestar inicia ações para proteger 500 nascentes no ES

O Programa Reflorestar, desenvolvido pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Seama) vai abrir uma nova chamada para reflorestamento e recuperação de 500 nascentes no Espírito Santo. Com a parceria do Instituto Terra, serão contemplados inicialmente produtores rurais do município de Baixo Guandu, com propriedades localizadas na Comunidade de Alto Mutum Preto, cabeceira do Rio Mutum Preto.

A primeira reunião com os produtores para assinatura dos convênios será no dia 21 de julho, às 9 horas, na Quadra de Esportes da Comunidade do KM 14, em Baixo Guandu.

De acordo com o secretário de Estado de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Aladim Cerqueira, a ação virá complementar a atuação do Reflorestar. Ele destacou que a primeira ação no Córrego do Mutum visa a recuperação do rio que foi assoreado por uma chuva intensa em 2013, e será integrado a um plano de desassoreamento do rio e de construção de caixas secas.

“Esta parceria é de fundamental importância para conseguirmos vencer o grande desafio de recuperação desta região tão degradada. Serão necessários muitos anos e principalmente a ação conjunta de produtores, órgãos públicos e organizações de toda a sociedade para que possamos colher os frutos dessa transformação”, disse Isabella Salton, diretora executiva do Instituto Terra.

Entenda a parceria

As ações terão início pelo município de Baixo Guandu, onde, além da mobilização dos produtores, a participação do Instituto Terra permitirá elaborar estudo técnico sobre o uso e a ocupação do solo nas propriedades atendidas – indicando as necessidades de adequação ambiental –, além do acompanhamento e da vistoria das atividades implantadas pelo projeto. Todas essas atividades serão custeadas pelo Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes).

O Governo do Estado do Espírito Santo, por meio do Programa Reflorestar, custeará a compra de parte dos insumos necessários à restauração florestal das áreas. Outra parte dos materiais – mourões, arame e grampos que serão utilizados para cercar as nascentes – será entregue aos produtores pelo Programa Olhos D'Água do Instituto Terra, a partir de doação recebida da ArcelorMittal Brasil.

 

 
 


Todos os direitos reservados
www.institutoterra.org